Pular para o conteúdo principal
Publicado em 29, Sep 2021 por economia_obser…
Pessoas trabalhando no chão de fábrica
Publicações

Santa Catarina registra o terceiro maior saldo de empregos no ano

O estado registrou saldo positivo no mercado formal de trabalho de 20.305 novas vagas em agosto. A indústria geral e da construção foram responsáveis por 7.549 novos postos de trabalho. Enquanto isso, os setores de serviços, comércio e agropecuária registraram saldo de 9.621, 2.982 e 153, respectivamente.

Saldo empregos grandes setores SC

Na comparação com os demais estados, Santa Catarina registrou o terceiro maior saldo do país para a Indústria de Transformação no mês de agosto. A geração de empregos da indústria catarinense ficou atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais. No total, foram abertos 6.102 novos postos de trabalho na Indústria de Transformação em Santa Catarina, representando o oitavo mês consecutivo de abertura de vagas para o setor.

Saldo empregos por estados

O momento atual é característico da dinâmica cíclica da atividade econômica, estimulada pela retomada no fluxo de pessoas nos centros urbanos, resultando em uma aceleração no número de novas vagas para o setor de serviços em Santa Catarina e no Brasil. Esse aquecimento nos serviços tende a estimular a produção industrial no segundo semestre de 2021, refletindo em incremento no saldo de empregos do setor.

O desempenho do mês de agosto representa o segundo maior saldo para a atividade econômica nacional e o terceiro melhor para Santa Catarina no ano. O resultado corrobora com a tendência de redução na taxa de desemprego observada no segundo trimestre de 2021. Os programas de manutenção da renda e emprego tiveram impacto na sustentação do mercado de trabalho formal.

Saldo empregos setores industriais SC

O setor Têxtil, Confecção, Couro e Calçados registrou o maior saldo em agosto, com abertura de 2.103 novos postos de trabalho. O segmento de Confecção vem registrando aumentos contínuos na produção industrial, estimulada pelo consumo das famílias e retomada da economia. Por sua vez, o setor da Construção mantém o cenário de expansão no mercado de trabalho, estimulado pela flexibilização no financiamento imobiliário.

Por fim, cabe destacar o setor de TIC-Serviços, que foi impulsionado pela atividade de Tecnologia da Informação. Desde o início da pandemia, esse setor vem apresentando uma dinâmica de crescimento no mercado de trabalho, estimulado pelas mudanças nos processos produtivos.

Para maiores informações acesse o boletim abaixo:

Tags Publicações